Sistema Nacional de Inovação é debatido na Code

130402_mesa_inovacao

Flavia Schmidt, do Ipea: “Desenvolvimento tecnológico de um país necessita de sistemas de inovação capazes de responder às demandas das empresas, do governo e da sociedade”

“Um dos fatores categóricos para o desenvolvimento tecnológico de um país é a existência de um sistema nacional de inovação capaz de responder às demandas das empresas, do governo e da sociedade por conhecimento, tecnologia e inovações”, defendeu a técnica de Planejamento e Pesquisa do Ipea Flavia Schmidt, durante mesa de debate na 3° Conferência do Desenvolvimento, realizada nesta semana, em Brasília.

Flávia observou que, apesar de a produção tecnológica ter avançado no Brasil, ainda está estagnada comparada com o resto do mundo. De acordo com a técnica, as instituições de pesquisa do MCTI, atores estratégicos do sistema nacional de CT&I, dão uma contribuição fundamental para o desenvolvimento científico e tecnológico do país, mas a sociedade e o governo conhecem pouco sobre as características e competências de cada uma dessas instituições.

“Não há reconhecimento da associação entre o desenvolvimento econômico e a produção cientifica e tecnológica”, complementou a diretora de Estudos e Políticas Setoriais de Inovação, Regulação e Infraestrutura (Diset) do Ipea, Fernanda De Negri.

A última edição do Boletim Radar, publicação da Diset, reúne sete artigos que discutem o Sistema Nacional de Inovação e Infraestrutura de CT&I no Brasil. O boletim aponta que no país uma das prioridades da política de CT&I adotada na última década foi a recuperação, consolidação e ampliação da infraestrutura de pesquisa científica e tecnológica.

Com a criação dos fundos setoriais e a reestruturação do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT), o governo federal deu um novo impulso aos investimentos na infraestrutura física e laboratorial, bem como na compra de equipamentos para universidades, institutos e centros públicos de pesquisa. Estes investimentos promoveram tanto projetos individuais como projetos coletivos de redes envolvendo universidades, centros de pesquisa e empresas. Existe uma grande aposta nos sistemas de inovação, com a ideia de unir as instituições e as universidades.

Confira o Boletim Radar n° 24

Apresentação de Fernanda De Negri, diretora de Estudos e Políticas Setoriais de Inovação, Regulação e Infraestrutura do Ipea

Apresentação de Flavia de Holanda Schmidt, técnica de planejamento e pesquisa do Ipea

Apresentação de Jose Eustáquio Ribeiro Vieira Filho, técnico de Planejamento e Pesquisa do Ipea

Anúncios

0 Responses to “Sistema Nacional de Inovação é debatido na Code”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s





%d blogueiros gostam disto: