Arquivo para fevereiro \28\UTC 2013

Termina na próxima segunda o prazo de inscrição na Mostra de Cinema da Code

Quem tiver interesse em participar da Mostra de Cinema do Desenvolvimento, que será realizada entre 19 e 21 de março deste ano, durante a 3ª Code, deve se apressar. O prazo para que diretores inscrevam seus filmes se encerra na próxima segunda-feira, dia 4 de março.

O caráter da mostra é estritamente exibidor, ou seja, não haverá premiação, e não há restrição quanto a ano, formato, gênero e duração do filme inscrito. O único requisito é que as produções abordem a temática do desenvolvimento do país nas áreas social, econômica, ambiental, cultural etc.

Seleção
Uma curadoria composta por pesquisadores do Ipea de diferentes áreas ficará a cargo da seleção dos filmes, que serão todos exibidos em formato digital. Serão levadas em conta, na seleção, a criatividade e a relevância, para o desenvolvimento do país, do tema abordado no filme.

Para inscrever o filme corretamente, leia o regulamento completo, que contém todas as informações e instruções sobre o envio dos dados e itens por correio. É necessário, antes, preencher a ficha de inscrição e encaminhá-la para o e-mail mostracode@ipea.gov.br, com o link do filme, que será enviado posteriormente com a ficha impressa e assinada pelo diretor.

Leia o regulamento da Mostra de Cinema do Desenvolvimento
Baixe a ficha de inscrição na Mostra de Cinema do Desenvolvimento

Anúncios

Lançamento de boletim discutirá a política institucional brasileira

O Boletim de Análise Político-Institucional nº 3, publicação da Diretoria de Estudos e Políticas do Estado, das Instituições e da Democracia (Diest), será lançado durante a Conferência do Desenvolvimento (3ª Code), e tratará do debate sobre o desenvolvimento público, da Agenda Político-Institucional, e abordará a análise dos temas em tramitação no Poder Legislativo, assim como a relação deste com o Poder Executivo.

Inscreva-se para garantir sua participação no lançamento e exposição dos temas do boletim!

Minicursos da Code abordarão indicadores sociais e mensuração da desigualdade

Imagem

(Crédito: Fabio Rodrigues Pozzebom/ABr)

A 3ª Conferência do Desenvolvimento oferecerá gratuitamente dois minicursos voltados para a área social, que serão ministrados por pesquisadores da Diretoria de Estudos e Políticas Sociais (Disoc).

O minicurso Indicadores sociais desagregados por região, que terá 55 vagas, tangenciará a forma como o Ipea calcula os indicadores sociais, bem como as alternativas de desagregação espacial, que as bases permitem. Também será possível aprender sobre onde obter os dados e as necessidades tecnológicas para as pessoas calcularem seus próprios indicadores.

Em Introdução à mensuração da desigualdade, serão abordados alguns axiomas básicos, parada de pen, curva de Lorenz, Gini e medidas Lorenz-compliant. São 121 vagas para este minicurso.

Inscreva-se e garanta sua vaga!

Livro sobre quilombos será lançado na 3ª Code

Na 3ª Conferência do Desenvolvimento (Code) o Ipea fará o lançamento do livro Quilombos das Américas : articulação de comunidades afrorrurais, que aborda de forma sucinta os resultados da primeira edição do Projeto Quilombos das Américas: Articulação de Comunidades Afrorrurais.

A obra traz uma síntese dos marcos legais internacionais de direitos humanos e de combate ao racismo e promoção da igualdade racial. O panorama geral sobre os casos estudados é complementado por comentários sobre marcos legais dos contextos nacionais. Também contém questões sobre cada território pesquisado, tendo como norte os eixos de historiografia, de identidade e territorialidade e de soberania alimentar, da apresentação de dados sobre a população negra e afrorrural em cada contexto nacional.

O livro é resultado de trabalho feito em parceria do Ipea com a Secretaria de Políticas de promoção da Igualdade Racial (Seppir), Agência Brasileira de Cooperação (ABC), Ministério das Relações Experiores (MRE-Itamaraty), Coordenação Nacional de Articulação das Comunidades Negras Rurais Quilombolas (Conaq), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Fundação Cultural Palmares (FCP), Instituto Interamericano de Cooperação para Agricultura (Iica), Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), ONU Mulheres, Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) e Secretaria Geral Ibero Americana (SEGIB).

Inscreva-se para o lançamento!

Abertas as inscrições para a 3ª Code!

Estão abertas desde esta terça-feira, 19, as inscrições para a terceira edição da Conferência do Desenvolvimento (Code), que podem ser feitas gratuitamente aqui.

Em 2013 a 3ª Code será realizada entre os dias 19 e 21 de março, no Centro de Eventos Brasil 21, em Brasília. Para saber quais as atividades serão disponibilizadas durante o evento, confira a programação.

Este ano a conferência será feita em parceria com o Ministério da Integração Nacional, que realizará a Conferência Nacional de Desenvolvimento Regional (CNDR) paralelamente à Code. As etapas estaduais também ocorreram em uma parceria com o Ministério, em todos os estados, além do Distrito Federal.

Desenvolvimento das metrópoles em debate

Para a 3ª Conferência do Desenvolvimento (Code/Ipea), a Diretoria de Estudos e Políticas Regionais, Urbanas e Ambientais (Dirur), programou o painel Otimização da Governança Metropolitana como Propulsor do Desenvolvimento Regional.

A proposta é discutir de que maneiras o conceito de Desenvolvimento Regional pode ser aplicado às metrópoles brasileiras, para que elas se beneficiem de maneira significativa da resolução de conflitos e entraves institucionais no âmbito intra-metropolitano.

A metrópole concentra oferta de serviços de alta hierarquia, conjunto de inovações, criatividade e capital, capazes de emitir efeitos positivos que atinjam espaços mais amplos e, portanto, que permitem inserção regional qualificada na dinâmica nacional e global. Contudo, as maiores demandas por habitação e saneamento adequados também estão concentradas nessas cidades, devendo ser aí atendidas, sob pena de sofrerem consequencias provenientes de agentes externos à cidade, e que possam prejudicar seu território.

Assim, metrópoles com capacidade institucional, economia pujante e ambiente urbano adequado devem contar com ferramentas mais eficazes para contribuírem com a região na qual se inserem.

Os debatedores do painel serão a professora doutora Ana Lúcia Britto, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ); e os pesquisadores do Ipea Bernardo Alves Furtado e Cleandro Krause.

Painel discutirá segurança pública

Muitos teóricos do desenvolvimento reconhecem que a segurança protetora fornecida e garantida a um povo — aliada ao acesso às oportunidades econômicas e políticas —, garantem que o crescimento de um país se torne realidade. E no Brasil, é mais que notável as condições ainda muito deficientes da segurança pública e do sistema prisional, situação que nos coloca entre os países mais violentos no planeta.

Mas muitos avanços têm ocorrido nos últimos anos. O número de homicídios em Alagoas diminuiu 14,9% nos seis meses após a implantação do “Programa Brasil Mais Seguro”. No Espírito Santo, após a inauguração do “Programa Estado Presente”, a taxa de homicídio alcançou o menor patamar dos últimos 17 anos, com queda anual de cerca de 13%. No Rio de Janeiro, em 2010, com a expansão do programa de UPPs, o número de homicídio diminuiu 20,6%. Outros exemplos de redução das agressões letais podem ser encontrados em Pernambuco, no Estado de São Paulo, nos anos 2000, e em muitos municípios, como Diadema (SP).

Para debater os avanços e as restrições no caminho de um país mais seguro e o papel da pactuação social e política e das inovações na segurança pública, a Diretoria de Estudos e Políticas do Estado, das Instituições e da Democracia (Diest), preparou para a 3ª Code/Ipea, o painel Segurança Pública e Desenvolvimento no Brasil.

Foram convidados para discutir o tema  José Eduardo Cardozo, ministro da Justiça; José Renato Casagrande, governador do Espírito Santo; e José Mariano Beltrame, secretário de Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro.

Todas as atividades do evento serão gratuitas, e as inscrições poderão ser feitas a partir do dia 18 de fevereiro, aqui!