Edição paraibana da Code debate desenvolvimento regional

Na cerimônia autoridades ressaltam a importância dos debates sobre desenvolvimento

Autoridades discursam durante cerimônia de abertura (Foto: Michael Souza)

Com o objetivo de promover em nível regional os debates sobre o desenvolvimento, o técnico de Planejamento e Pesquisa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Nelson Zackseski, abriu nesta terça-feira, 18, no Centro Universitário de João Pessoa (Unipê), na capital paraibana, a edição estadual da Conferência do Desenvolvimento. Sua palestra teve como tema o Padrão de Desenvolvimento Brasileiro.

De acordo com o pesquisador, o crescimento médio real da economia brasileira entre 2004 e 2011 foi de 4,3% ao ano, e esse avanço teria sido influenciado por uma série de componentes, como a conjunção dos preços das commodities, efeito China e Ásia, liquidez internacional e políticas públicas, a exemplo das transferências de renda, salário mínimo e bancos públicos com direcionamento de recursos. A redução das desigualdades, o crescimento com maior distribuição de renda e o crescimento puxado em parte importante pela demanda de consumo e gastos do governo também teriam sido preponderantes neste processo.

Zackseski disse que o modelo brasileiro de crescimento inclusivo pode avançar, mas ainda precisa de complementação. Ele destacou que mesmo com as ameaças no horizonte externo, a economia brasileira está estruturalmente bem posicionada. “Crescentemente impulsionada por um processo de redistribuição da renda e inclusão social sem paralelos na história recente, o país está apto a ultrapassar bem a tormenta externa a partir da dinamização de seu mercado interno avançando nos desafios referentes a sua estrutura produtiva”, resumiu.

O vice-governador da Paraíba, Rômulo Golveia, disse que vê com alegria o modelo de buscar as experiências nos estados para a elaboração do Plano Nacional de Desenvolvimento Regional, e espera que o estado tenha a capacidade de fazer o mesmo junto aos municípios. Para o secretário de Estado do Planejamento (Seplag), Gustavo Nogueira, ao eleger princípios e diretrizes, as conferências cumprem um importante papel de contribuir para a construção de um plano que se propõe a reduzir as desigualdades entre os estados e regiões brasileiras.

Representando o Ministério da Integração Nacional (MI), Genner Guimarães do Rêgo destacou que a desigualdade não se limita à dimensão macrorregional. Segundo ele, nas microrregiões de alta renda do país vivem 54,4% da população, mas elas concentram 77,2% do PIB brasileiro. As regiões restantes representam mais de 70% na área nacional, e abrigam 45,6% da população e apenas 22,8% do total das riquezas produzidas.

Também fizeram parte da mesa o representante da Secretaria Geral da Presidência da República, Raimundo Nonato; o superintendente do Banco Nacional de Desenvolvimento Social no Nordeste, Paulo Guiarães; o superintendente do Sebrae/PB, Júlio Rafael; e a reitora do Unipê, Ana Flávia Pereira da Fonseca.

Code-Paraíba

Promovido pelo Ipea, em parceria com o MI e Governo do Estado, a Conferência do Desenvolvimento da Paraíba tem como objetivo reunir pensadores, pesquisadores, autoridades públicas, técnicos, bolsistas, especialistas, estudantes, gestores, entre outros, para debater os modelos de desenvolvimento estadual e regional. O evento terá continuidade nesta quarta-feira, 19, quando serão realizadas a priorização e eleição dos delegados.

As Conferências estaduais do Desenvolvimento são realizadas pelo Ipea desde 2011 e antecedem a etapa Nacional, que ocorre em Brasília. Os painéis e mesas de debate da Code subsidiarão as discussões dos grupos de trabalho da Conferência Nacional de Desenvolvimento Regional e ao final do processo das conferências, serão definidos princípios e diretrizes para a elaboração da nova versão da Política Nacional de Desenvolvimento Regional (PNDR).

Anúncios

0 Responses to “Edição paraibana da Code debate desenvolvimento regional”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Ipea no twitter

  • @paulocbastos Muito obrigado por compartilhá-lo com a gente! Excelente artigo! 👏👏👏 10 hours ago
  • É importante promover o debate contemporâneo sobre a elaboração e a implementação de políticas públicas para a democratização da água. 11 hours ago
  • Essas e outras questões são abordadas no livro O Direito à Água como Política Pública na América Latina: uma exploração teórica e empírica 11 hours ago
  • A seca prolongada e a atual crise hídrica nos chamam a atenção para o direito humano à água! O que significa a exis… twitter.com/i/web/status/9… 11 hours ago

Insira seu email e receba atualizações por email.

Junte-se a 34 outros seguidores


%d blogueiros gostam disto: